Necessidade ou abuso no uso do photoshop nas campanhas publicitárias de cosmético?

Li na internet que as campanhas da Lancôme e Maybelline foram proibidas pela associação britânica Advertising Standards Authority, alegando que seriam enganosas, pois forneciam uma imagem inalcançável de beleza. Na campanha da Lancôme, a garota propaganda era a Julia Robert e na campanha da Maybelline, a garota propaganda era a Christy Turlington (Ah vá! Como se nenhuma campanha usasse photoshop).

No “momento ahãn”, a Lancôme alegou que é uma representação fiel da pele “natural, saudável e brilhante” da atriz (ahãn ¬¬) e a Maybelline disse que ela foi retocada para “clarear a pele e reduzir pontos escuros e sombras perto dos olhos, além de amaciar os lábios e escurecer as sobrancelhas” (ahãn ¬¬). Dei uma olhada nas fotos e realmente dá vontade de comprar os produtos para ter a pele brilhante da Julia e lisinha da Christy,  já me imaginando no tapete vermelho ou matando azamiga de inveja pois eu seria tão bonita como as atrizes de Hollywood. Mas quando eu vi a comparação com as fotos sem retoques, dá até um susto (Não que elas sejam feias, muito pelo contrário!), porque são muito diferentes! Mas a verdade dói meninas e infelizmente eu tenho que revelar para vocês: elas são pessoas reais, normais como nós (OMFG!!!).

Sim, elas também envelhecem, criam ruguinhas, cabelos brancos, tem espinhas assim como qualquer mulher. Mas como são figuras públicas, têm que se mostrar perfeitas o tempo todo e isso é simplesmente impossível (Não me venha com o papo de que cirurgia plástica e botox salva, que eu coloco uma lista de mulheres deformadas por causa disso!). Quantas vezes vemos na televisão ou revistas ridicularizando as atrizes porque estão com rugas ou um pouco fora do peso (Confesso, eu assim como um monte de mulheres, dou muita risada quando assisto! Jealous Bitch ^^)?

Deixando as maldades femininas de lado, o foco não está na notícia de que a Julia tem rugas e sim no que realmente importa para nos sentirmos bonitas. Será que é necessário perder o amor próprio para atingir uma beleza que é alcançada somente por photoshop? Os produtos podem até ser bons, mas será que vai satisfazer o desejo se ser eternamente jovem e bela como diz a campanha? Afinal, o que é a beleza (OMG! Me superei na minha capacidade filosófica!)?

Deixo algumas imagens de campanhas com celebridades photoshopadas e dois videos incríveis da Dove, pela Real Beleza.

Beijos.

Anúncios

Tendências e gostos pessoais para a maquiagem no inverno.

No inverno, além de se preocupar em proteger o corpo do frio, é importante cuidar da pele para não deixá-la ressecada e caprichar na maquiagem, deixando de lado o natural, fresco e quente do verão.

A tendência para esse inverno de 2011 é deixar a boca e os olhos com tons fortes, porém, buscando harmonizá-las. Sombras de tons metalizados, preto, marinho e roxo são boas escolhas, unidas com um tom mais claro como o nude ou champagne para dar uma luminosidade no olhar (passando no canto interno dos olhos e abaixo das sobrancelhas). Usar um bom rímel e um delineador ajuda a deixar o olhar mais sedutor e marcar as sobrancelhas. Para a boca, batom vermelho, tons de uva ou vinho.

O mais importante, antes de fazer qualquer maquiagem, é prestar atenção na qualidade do cosmético. Para proteger a pele, é melhor comprar os cosméticos que vêm com filtro solar, até o batom! Este último, procure os que hidratam os lábios e tem maior durabilidade. Olhar a validade também conta, pois um cosmético vencido perde a qualidade, além de poder prejudicar a saúde da pele.

A mulher tem que ter o direito de escolher a maquiagem que tem a ver com a personalidade dela! Parar um tempo na frente o espelho e conhecer o próprio rosto é muito importante, pois começa a perceber o que mais gosta nele e passa a valorizá-lo. A maquiagem vira uma aliada, ajudando a descobrir maneiras de ficar mais bonita.

Descobrir os pontos fortes do rosto é a lição do dia.