O pop coreano superando preconceitos e ganhando fãs no Japão e no mundo

No post anterior escrevi sobre a cultura pop japonesa como forma de expressão e válvula de escape dos adolescentes do país. Além do Japão, a Coreia do Sul é outro país oriental que se destaca pela criatividade e ousadia principalmente na música, com grupos pop que estão sempre inovando nos figurinos, penteados e maquiagem, além de mostrarem bastante talento como dançarinos e cantores.

 

2NE1

Girls Generation

Big Bang

 

No entanto, nem sempre houve essa admiração por parte dos japoneses. Antes dominada pelo Japão no início do século XX , os coreanos sofreram bastante discriminação, a ponto de muitos imigrantes mudarem o nome nativo e adotarem um nome japonês para não serem alvo de preconceito. Ainda hoje há represálias por parte de alguns japoneses, que tem se intensificado depois desse boom de cultura pop coreana no país, mas felizmente há uma boa parte da nação que está aprendendo a conviver e a respeitar o país vizinho.

Podemos encontrar no bairro Shin-Okubo, em Tóquio um dos pontos onde mais se encontra produtos e cultura coreana. De maioria sul-coreana, o bairro possui restaurantes típicos, livrarias  e lojas de discos que atraem muitos adolescentes em busca de revistas e músicas de seus artistas coreanos favoritos.

O bairro de Shin-Okubo concentra boa parte dos imigrantes sul coreanos no Japão

Recentemente o cantor PSY têm chamado a atenção no cenário musical com a música Gangnam Style, com quase 200 milhões de visualisações no Youtube e participação em programas americanos como The Ellen Degeneres Show e Good Morning America. Suas músicas são animadas e há bastante humor em seus videos, mostrando um lado diferente da música pop coreana que sempre coloca em evidência a aparência e o corpo.

Rapper PSY, conhecido recentemente pela música Gangnam Style

No Brasil pode-se encontrar DVDs de novelas e filmes coreanos, discos, revistas e mangás no bairro do Bom Retiro com grande concentração de descendentes de coreanos, no bairro da Liberdade e recentemente encontrei uns CDs dos grupos citados acima na Livraria Cultura, localizada no Conjunto Nacional próximo a estação de metrô Consolação.

A cultura pop coreana é mais uma opção para quem gosta de novidades e de conhecer uma moda diferente da ocidental. Antes criticados, hoje são admirados por muitos e assim como os japoneses, inspiram os adolescentes a saírem do comum e dar um pouco de cor para essa sociedade cada vez mais cinza.

 

 

 

Anúncios

A moda urbana e a cultura pop como refúgio para os adolescentes no Japão

 

Conhecidos pela educação, dedicação aos estudos e rigidez comportamental, os japoneses passam a imagem de um povo esforçado e competitivo, sempre buscando a excelência em tudo que fazem, seja nos estudos ou no trabalho. Os costumes rígidos da sociedade japonesa acabam pressionando os jovens do país a sempre estarem se preparando para a vida adulta, com longas horas de estudo visando passar no vestibulinho para uma escola pública ou no vestibular para uma universidade conceituada, para futuramente conseguirem um emprego de prestígio e a possibilidade de casar e construir uma família. Essas exigências acabam sobrecarregando os adolescentes que, caso não alcancem as expectativas dos pais e professores, não aguentam a vergonha e muitos acabam entrando em depressão ou até mesmo cometendo o suicídio.

Em resposta a essa cultura tradicional e severa, muitos jovens passaram a adotar comportamentos contrários ao exigido de um adulto no intuito de criar um mundo com mais liberdade de expressão e de aceitação. O termo kawaii significa algo fofo, bonitinho e adorável, sendo usado principalmente na moda e cultura pop do Japão através de expressões infantilizadas, vestuário e maquiagens com cores mais alegres e com bastante detalhes, olhos arredondados, pele branquinha, com aparência de boneca.

Decora kei, Sweet lolita e Kigurumi

Além das japonesas há também meninas ocidentais que aderem a esse look kawaii e se popularizaram nas mídias sociais principalmente no Japão devido ao seus tutoriais de maquiagem e dicas de roupas. A americana Dakota Rose, conhecida como Kota Koti e a londrina Venus Angelic têm a aparência semelhante a de uma boneca e se vestem como as personagens de animes.

Venus Angelic e Kota Koti

A maioria dos jovens japoneses se encontram principalmente no bairro de Harajuku, famoso pelas lojas de roupas e grande concentração de artistas de rua e Akihabara, conhecido pelas lojas de produtos tecnológicos. Ambos são lugares onde a moda urbana é bem representada através de adolescentes ousados e apaixonados por novidades.

Harajuku

Akihabara

As indústrias da música no Japão e na Coreia do Sul usufruem dessa moda criando artistas de aparência meiga, pele geralmente bem clara e olhos grandes, além da voz fina e expressões fofas.

Grupo sul coreano Sistar, famoso no Japão e na Coreia do Sul

 

Já a indústria de brinquedos aproveitou essa fixação pelo kawaii  através de personagens adoráveis, de formas arredondadas, coloridos e muito simpáticos.

Personagens da empresa japonesa Sanrio

A moda urbana no Japão influencia pessoas de diversos países, principalmente no Brasil, onde o maior ponto de encontro dessa cultura é no Bairro da Liberdade, localizado na cidade de São Paulo, gerando bastante comércio de produtos, desde roupas até eletrônicos e o dia de mais movimento é no domingo.

Bairro da Liberdade

A cultura pop surgiu para esses jovens como uma forma de escapar de uma sociedade opressora e exigente, liberando toda a criatividade e ousadia de mentes que eram obrigadas a andarem sempre na linha e seguir ordens. Esses adolescentes inspiram pessoas do mundo todo e são sempre novidade nas mídias sociais, sempre notados como inovadores e autênticos.